Hoje vim falar sobre o dicionário de marketing e também os principais termos. Quem trabalha com marketing está acostumado com os termos utilizados e muitas vezes acaba se comunicando com os clientes desta forma.

Mas, vejo por experiência própria, que alguns clientes desconhecem estas expressões ou palavras (muitas vezes em inglês) e acabam ficando com dúvida na hora de fechar algum serviço.

Por isto hoje eu reuni os principais termos do dicionário de marketing e vim explicar de forma rápida e simples o que significa cada um, olha só!

 

DICIONÁRIO DE MARKETING

 

AUTORIDADE NA INTERNET

Ser uma autoridade em seu assunto significa que você domina por completo aquele tema e, com isto, você se torna uma fonte de consulta para outras pessoas. Compartilhar seu conhecimento, mostrar o que você sabe e auxiliar as pessoas com suas dúvidas traz mais credibilidade para seu nome/marca e as pessoas confiam mais.

Eu já fiz um post bem completo aqui no blog falando sobre autoridade na internet.

 

BRIEFING

“Brief” significa “resumo”. Todo início de trabalho irá exigir um briefing. Ele é basicamente um documento (pode ser em word, excel, PDF…) que resume as informações que devem conter no material solicitado. O cliente responde este questionário para que a agência inicie o trabalho e ele deve ser o mais detalhado possível.

 

BRANDING

“Brand” significa “marca”. Branding é o conjunto de estratégias que contribuem para o posicionamento e percepção de valor de uma marca perante seus consumidores. Ele engloba toda comunicação da marca: identidade, personalidade, conceito, estilo, conteúdo, tom de voz, etc. É basicamente o DNA da marca.

 

BRAINSTORMING

“Brain” (cérebro) e “Storm” (tempestade) = “tempestade de ideias”. Brainstorming é basicamente uma reunião para debater ideias e solucionar problemas. Nesta reunião nenhuma ideia é descartada ou considerada ruim, é importante que todos tenham abertura e fiquem à vontade para contribuir, justamente porque alguma das ideias pode ser a solução. O brainstorming pode ser feito em qualquer área ou segmento, não necessariamente em uma agência de publicidade.

dicionario de marketing

 

CALL TO ACTION (CTA)

Call to Action” significa “chamada para ação”. É basicamente uma ordem que incentiva o usuário a tomar uma atitude como clicar, comprar, seguir, compartilhar, etc. Geralmente utilizamos termos imperativos como “compre agora” ou “baixe agora”.

CTA é muito utilizado no marketing, principalmente ao final de legendas de rede social para que o seguidor “siga a sua ordem” e realize uma ação.

DICA:sempre finalize seus posts convidando o seguidor a tomar uma atitude pois inconscientemente ele precisa que você diga o que ele deve fazer, caso contrário, dificilmente fará.

 

CALENDÁRIO EDITORIAL

Esqueça esta ideia: “o que irei postar hoje no meu Instagram?”. Se você usa seu Instagram profissionalmente, você precisa de um calendário editorial. O calendário é uma estrutura de planejamento de conteúdo, com datas, assuntos e objetivos definidos para que você possa criar seu conteúdo.

Muito importante dentro do calendário é definir qual será seu objetivo na rede social e já falei mais sobre isto aqui no blog.

 

ENGAJAMENTO

Uma palavra muito comum no dicionário de marketing é engajamento. Ser engajado significa participar de maneira colaborativa de alguma coisa. Significa o envolvimento, interação e relacionamento que o cliente tem com a empresa/marca. Nas redes sociais ele pode ser medido por “curtidas”, “comentários”, “compartilhamentos”, etc.

Já falei mais sobre engajamento no Instagram aqui no blog.

 

FUNIL DE VENDAS

É um modelo estratégico de conteúdo utilizado dentro do marketing de atração (ou Inbound Marketing) para atrair e fidelizar clientes. A ordem do funil consiste nos passos abaixo:

Atrair: O topo do funil serve para atingir mais pessoas, trazendo visitantes para seu site através de conteúdo criado. Sugestões: redes sociais, artigos em blogs, palavras-chave bem posicionadas no Google (SEO), ou seja: conteúdos de valor e relevantes!

Converter: Aqui separa quem está mais interessado em seu assunto, diminuindo mais o funil. Sugestões: coletar os contatos dos usuários para poder iniciar um relacionamento com eles, transformando-os em Leads: ebook gratuito, formulários, banner, etc. Formatos que seja possível adquirir o contato da pessoa para se tornar um Lead (possível comprador).

Relacionar: É a chave para conduzir os Leads até o momento da compra. Sugestões: redes sociais (principalmente stories – gerar relacionamento/aproximação), listas de e-mails, conteúdo por whatsapp, etc. Nutrir o Lead para que ele possa ir para o próximo passo.

Vender: Após um relacionamento prévio com os Leads já mais próximos, o momento da compra se torna muito mais fácil e gera mais resultados. Sugestões: ofereça consultoria, descontos, promoções, etc.

Fidelizar: Após a venda, é necessário não esquecer deste cliente, continue nutrindo ele de informações, preços especiais, conteúdos exclusivos, etc.

 

IDENTIDADE VISUAL

É a maneira como a empresa vai se posicionar visualmente: quais serão suas cores, estratégia visual nos anúncios, comunicados, divulgações, etc. Além de pensar no logotipo, a empresa precisa pensar em toda a sua identidade, ou seja: todas as ações de divulgações devem se complementar e combinarem, seguirem a mesma linha de raciocínio para que o cliente veja uma das divulgações e reconheça que é daquela empresa.

Diferente do branding, a identidade visual foca no que o nome diz: visual. Já o branding envolve visual e também personalidade/conceito. A identidade visual faz parte do branding.

 

INBOUND MARKETING

“Inbound Marketing” significa “Marketing de Atração”. Diferente do Marketing tradicional, o Inbound atrai o cliente, ou seja: não é a empresa que vai atrás dele.

Uma das técnicas de Inbound Marketing é o marketing de conteúdo onde a atração é feita através de conteúdo relevante e que eduque o cliente. Sempre falo para meus clientes que é importante educar o cliente (como estou fazendo agora, né?! Isto faz parte do Inbound Marketing). E dentro do Inbound trabalhamos também com o FUNIL DE VENDAS (já falei dele lá em cima) para acompanhar toda a jornada de compra do cliente.

 

LEAD

Lead é uma oportunidade de negócio onde o possível cliente fornece suas informações de contato, como nome e email, em troca de uma oferta da empresa (um conteúdo educativo, por exemplo).

Diferente de seguidor, o lead já é considerado um potencial cliente pois demonstrou interesse em seu produto/conteúdo. Para que o lead seja considerado um cliente, ele precisa ser nutrido com conteúdos de qualidade, informações e ofertas para então tomar a decisão de comprar.

 

LOGOTIPO

“Logos” (conceito) e “tipo” (símbolo/figura). Logotipo é a representação gráfica de uma empresa/marca. É o símbolo responsável por passar a imagem da empresa. Geralmente é formato por um símbolo/ícone junto com o nome da empresa.

Importante destacar que um logotipo sozinho não traz personalidade para a empresa se você não tem uma estratégia de divulgação bem definida. Além do logotipo, é importante pensar em toda a identidade visual da marca (conforme falado acima em ‘identidade visual’).

dicionario de marketing

 

MANUAL DA MARCA

Toda criação de identidade visual que faço eu desenvolvo o manual da marca (ou manual de identidade visual). Ele é um documento que traz todas as informações básicas de padrão e orientação para correta utilização da identidade visual da marca.

Este documento deve ser consultado antes de iniciar qualquer criação de material ou divulgação. Nele, entre todas as informações, contém a fonte de letra padrão do logotipo, as cores, como utilizar a marca sob diferentes fundos, etc.

 

MARKETING DE CONTEÚDO

Marketing de conteúdo faz parte do Inbound Marketing. Ele basicamente envolve planejar e produzir conteúdos interessantes para atrair seguidores. Formas de produzir conteúdos: ebooks, rede social, textos em blogs, vídeos, podcast, etc.

 

PERSONA

Outra palavra básica do dicionário de marketing é persona. Persona é uma representação fictícia de um cliente ideal. Antes de iniciar sua divulgação e estratégia de conteúdo é necessário definir sua persona, baseada em pesquisas com clientes atuais da empresa. A persona servirá de ‘guia’ para você criar todo seu conteúdo. Você define uma pessoa fictícia com nome, idade, sexo, gostos pessoais, profissão, etc.

 

SEO

“SEO” significa “Search Engine Optimization” (ou otimização para motores de busca). É uma série de técnicas para aumentar seu rankeamento (posicionamento) em portais de pesquisa, tais como Google. Quanto melhor seu SEO, mais pessoas visitarão seu site. Por exemplo: se você criou um conteúdo com o assunto “receita de bolo de laranja” e seu SEO está super bem estruturado, quando alguém digitar este termo no Google seu site aparecerá entre os principais resultados e de forma orgânica (orgânica = sem pagar).

Por isto sempre reforço a importância de ter um blog além de rede social, pois ele que te ajudará no seu posicionamento no Google.

 

Existe mais alguma palavra ou termo do dicionário de marketing que não está listado aqui e você continua com dúvida? Me deixa aqui nos comentários!

 

Aproveite e siga a Publike no Instagram para mais dicas!

 

Receba dicas por e-mail!

Se inscreva para receber um aviso quando houve post novo aqui no blog.

Eu concordo em fornecer meus dados para MailChimp ( more information )

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.